Setembro, quando tudo começa

2022/08/31

O primeiro desafio é gerir o tempo. São cerca de 160 dias de aulas. Mais aulas para o Jardim de Infância e 1º ciclo, menos para o 9º ano. Por semana são à volta de 30 horas de aulas, este estranho conceito que define à partida um tempo e um espaço.



Amanhã arranca o comboio. A imagem salta-me sempre à vista: uma locomotiva a vapor, como nos filmes de cowboys do faroeste americano. Hoje, na véspera do dia da partida, enchem-se os depósitos de carvão e a caldeira de água. Ao longo do mês de Agosto uma pequena equipa de professores esteve a preparar os horários de alunos e professores. As contínuas, como todos nós teimamos em chamar, atarefaram-se em deixar tudo limpo e organizado.

Amanhã, a caldeira começará a ser aquecida e a estação ou o apeadeiro encher-se dos professores que deverão apresentar-se na escola, preenchendo um minúsculo papelinho chamado “Apresentação ao Serviço”. É um resquício de uma burocracia que talvez já não faça sentido.

Na sala de professores haverá beijinhos e alguns abraços distribuídos por todos. É o único dia que nos cumprimentamos desta forma. A partir daqui limitar-nos-emos a dizer “bom-dia” ou apenas “Oi! Tudo bem?”.

Durante cerca de uma semana e meia, iremos estar atarefados em várias reuniões. Por volta do dia 13 o comboio sairá da estação com a entrada em cena dos alunos: centenas de crianças e jovens que chegam, com ar de quem acabou de vir da praia. Os pais ainda vêm de calções curtos e vestidos leves, muito distantes dos cachecóis de Janeiro.

Aos poucos o comboio ganhará velocidade e, em inícios de Outubro, rodará na sua velocidade de cruzeiro, a bom ritmo até ao Natal, com uma breve paragem em meados de novembro para reuniões intercalares.

O primeiro desafio é gerir o tempo. São cerca de 160 dias de aulas. Mais aulas para o Jardim de Infância e 1º ciclo, menos para o 9º ano. Por semana são à volta de 30 horas de aulas, este estranho conceito que define à partida um tempo e um espaço.

Há disciplinas com cerca de 5 horas por semanas e outras com apenas 2 horas.

A lista de aprendizagens é extensa.

Durante o 1º ano em que dei aulas, segui os passos dos meus orientadores de estágio. Mas, com estágio feito e já sozinho a tarefa era outra. Lembro deste 2º ano em que fui professor. Sentado a um pequeno Macintosh, o computador maravilha inventado por Steve Job. Era professor de Ciências da Natureza. Teria 3 horas por semana com os meus alunos. Preparei o calendário, assinalei os feriados e percebi que no máximo teria cerca de 90 horas por ano com cada turma.

Agarrei na lista de assuntos abordar, os conteúdos, como nós chamamos e fiquei em pânico. Como iria conseguir que todos os alunos, crianças de 10 a 11 anos, aprendessem tudo o que era supor aprender? E este é um dos grandes mistérios da educação: como gerir o tempo, esta areia que se esvai por entre os dedos do presente caindo em direção ao futuro.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo